segunda-feira, 23 de junho de 2008

O alojamento

Após a calorosa recepção em Luanda chegou a altura de conhecer a casa onde iria ficar...Minha nossa...um prédio de cinco andares sem elevador, enfiado num bairro que dura desde a colonização Portuguesa, onde paira um odor a miséria, bandidagem e pobreza...aquilo não podia estar a acontecer, ratos na escada, crianças que brincam nas poças que resultam da inexistência de esgotos enfim...Quando chegámos finalmente, ao quinto andar, tudo muda de figura...a casa está em perfeitas condições de habitabilidade, impecável, não nos falta nada...quer dizer...de vez em quando lá ficamos sem água ou electricidade, mas isso é normal por estas bandas, não existe casa que não tenha um gerador de energia e depósitos com água.
Após a minha chegada, passados 2, 3 dias comecei a ter mais contacto com as pessoas locais, e afinal...isto até nem é tão mau...são todos muito simpáticos, cada um à sua maneira.
Até já me tratam por pai..."Até amanhã Jacob, dorme bem!" e ele responde "sim pai"
Só para que conste, Jacob é um dos nossos seguranças.
Como é que isto pode ser? Temos dois seguranças, um chama-se Segunda e o outro chama-se Domingo(Jacob).

2 comentários:

Jasman disse...

podem te chamar pai há vontade! desde que não te peçam dinheiro!

Ricardo disse...

" Oh pai, empresta-me uns trocos para ir para a night "

Vê lá se qualquer dia não é assim lol

E então para os outros dias da semana, não há seguranças ?
Ou é na boa ? lol
=P

Hug
^^